segunda-feira, 20 de setembro de 2010

Amante Dureza

Ainda pouca medíocre
Polca dotes tristeza
Porca dia dia diamante
Divino dia ida dai
Isso vida
Emtílico recipiente
derramas
vidas meus
Ovídia diamante !
Tudo dor…
Origem coralor
Pourca medíocre
Poulca trizeres
Inputa
Outputa
Loadingando
meu copo carbono

Queboa idéias me deu !
Fudeu…
modelam palavrinhas vitas
esses poeteus !
Desacreditam
cartões poeminas
dos meus
Chocam tudo ocês
Quebram tudo ovos
Que dianta puta ex-pirado
poeta ex-namorado
sem produtor amortor
enamorador
por si
e seus gramáticos
Momentos ninguém crende-me
ou confie-me fios sinceras
de palavras dicionário

De que dianta,

Plavário bunito pra
ninguém zé creditá-las
achárias

De que dianta,

Vontadi fanática cego'nha
sem quem oie
perfeição incompleta ta dium
romântico suzinhu
com sueus monstros-deusas,
esperancinas virtualéticas

De que dianta,

Pouca missa
Polca louca
Porras diabos
Nessa vida engraxática !