quinta-feira, 10 de março de 2011

O que se pode fazer

Poderia escrever uma poesia só com pronomes
mas só consigo pensar em você
Poderia escrever uma poesia só com verbos
mas só consigo pensar em amar
Poderia escrever uma só com adjetivos
se pensasse em outros além dos seus
Poderia ter só conjunções
se as todavias me importassem
Não seriam de artigos
pois você é uma única
Poderia me utilizar dos substantivos comuns
se tudo em você não fosse próprio
Poderia definir por advérbios
se não pensasse em você em qualquer modo, lugar e tempo
Poderia usar de preposições
mas só vejo eu e você na oração
O que posso fazer são poesias de interjeições do que sinto:

Tomara!
Avante!
Uau!
Oba! Viva!
Bis!