segunda-feira, 7 de março de 2011

Ao Sono com carinho

Ao sono que a todos persegue
depois de um dia perseguindo
Um elogio ao rejuvenecedor
fonte dos sonhos acrílicos
Tributo de um dorminhoco
a quem apetece sonecas mil
Quando vem até mim
resistir é cair em teus braços
Deitar beijar o travesseiro
ser encantado pelo aconchego
Me leve daqui meu sono
leve até mundos outros
Só me devolva amanhã