sábado, 12 de fevereiro de 2011

Confissões de um ponto fixo

Ter você nos meus braços
Ter seus cabelos ondulando pelos meus arrepios
Sentir seu perfume
Servir de aconchego
ser forte para você
ser sua cama e lençol
seu amanhecer e sorriso
ficar junto claro ou escuro
quando estiver bem ou se estiver mal
ouvir reclamar ou sorrir
estar ao seu lado e chorar de alegria
contar historias boas e ruins
te fazer confidente de tudo que sou
ou apenas um silêncio macio de seu calor
invejo seu amor
Queria estar com você