quinta-feira, 23 de outubro de 2014

Só restou

Quanto tempo dura o tempo enquanto o tempo passa por nós eu não sei, mas parece eterno. Não o vejo ofuscado pelos quantos e brilhos dos cantos de sua boca. Vejo os corações de soslaios dentre as estrelas passeando a nossa volta, mas não vejo o tempo e quando me vejo já estou a me despedir. Longe de ti também não vejo o tempo, só vejo no espelho meu sorriso lembrando de seu carinho ou das voltas que dei por ai feliz comigo. O tempo invisível que quando vejo já outro começo e não importei dos sabores de mim. Sei que sou cego ou é falta relógio mas esperar sem tempo é como flores que não murcham, se nada acontecer, ainda estarei naquele beijo.