domingo, 8 de maio de 2011

Elogio à origem, causa e finalidade de tudo

À quem devemos tudo
do nascimento à fim que importe
elas e nós mesmos fagulhas de seu maná divino
todo elogio é primeiro à ela
merecedora de cada palavra e cada pausa
células e construtos odes de sua imagem,
meras cópias de suas maravilhas
aquela que pode criar e trazer luz
de nossos dias, e mesmo nos trazer
aos dias próprios onde passamos a
tentar fazê-la orgulhosa
Nada é  mais dificil que encantá-la
os segundos se devem à miríades
delas e mesmo elas devem às suas a dádiva da vida
Não posso falar mais do que o óbvio
Estamos todos por você
É tudo para você mãe